CCB mobiliza iniciativas empresariais

20
Mar

Iniciativas Empresariais

+ informação: 2 32 84 95 | sede@becv.org

Comunicação ao Governo 

Perante a situação prevalecente a nível mundial derivada da pandemia do novo coronavírus e tendo em conta as previsíveis consequências a nível da saúde pública e da economia em Cabo Verde, por iniciativa da CCB/AE, reuniu-se o Conselho Superior das Câmaras de Comércio de Cabo Verde, no dia 16 de março de 2020, visando concertar uma posição comum sobre essa problemática.

Desse encontro resultou uma comunicação ao Governo, na qual é-lhe reconhecido o papel preponderante na adoção de abordagens que envolvem o Estado e toda a sociedade civil na resposta à pandemia, ao mesmo tempo que o encoraja a antecipar planos de ação globais e abrangentes de suporte à manutenção da atividade empresarial.

Aposta na comunicação atualizada e fiável

Ao mesmo tempo que faz um apelo sem precedentes para mobilizar os empresários a desempenharem um papel ativo na prevenção da propagação do surto, a Câmara de Comércio de Barlavento procura facilitar o fluxo de comunicação, divulgando informações atualizadas e confiáveis ​​sobre o surto.

Reunião do Conselho de Concertação Social

Como prioridade imediata, recomenda-se às empresas a implementação de Planos para a Manutenção dos Negócios em face do contexto em que se vive, antecipando os cenários e adaptando a atividade à realidade que atualmente vivemos!

O Governo reagiu positivamente ao pedido do Conselho Superior das Câmaras de Comércio, marcando para o dia 24 de março uma reunião de emergência do Conselho de Concertação Social (CCS), exclusivamente sobre essa temática, com o objetivo de gizar um programa de apoio à economia, às empresas e de proteção aos rendimentos dos trabalhadores e famílias.

Medidas para mitigar impactos económicos 

Neste quadro, a CCB tem preparado um pacote de medidas devidamente estruturadas, para análise e decisão do Governo, no quadro do CCS.

As medidas nesse pacote visam mitigar os efeitos nefastos, imediatos e de curto prazo para os trabalhadores e empresas, com destaque para as MPMEs, alertando para os problemas de longo prazo para a economia e tecido empresarial no geral.