O Decreto Lei nº 76/2020 aprova o processo de alienação de 68.97% do capital social da SCS – Sociedade Cobo Verdiana de Sabões, SA, detido pelo Estado de Cabo Verde.

O Caderno de Encargos (clique aqui) regula os termos e as condições de venda direta de ações representativas do capital social detidas pelo Estado na S.C.S.

A venda direta compreende a alienação, por negociação particular, de um lote indivisível de 63.97% aos acionistas (pelo valor unitário de 528$) e de um lote indivisível de 5% aos trabalhadores.

Depois de cumprir o direito de preferência, as ações restantes serão alienadas por via de um concurso limitado a um parceiro privado nacional com relevante experiência técnica  no ramo da gestão e produção de sabões ou produtos afins.