Missão empresarial a Luanda – FILDA 2015

Missão empresarial a Luanda – FILDA 2015
16
Jun

A importância da FILDA 

A economia Angolana, a segunda maior em África, tem conhecido, com a baixa do dólar americano, um ligeiro abrandamento, em consequência da sua forte dependência da indústria extrativa. Para reverter este quadro, a estratégia adotada tem sido de uma crescente aposta na especialização em outros sectores económicos, onde se destaca o sector primário, a indústria transformadora e a construção civil e obras públicas, enquanto setores de interesse particular para as empresas cabo-verdianas.

A Feira Internacional de Luanda – FILDA 2015, que decorre de 21 a 26 de Julho, reserva elevadas expetativas, especialmente por representar um dos certames de maior envergadura no continente africano e de aposta para os demais continentes no quadro da internacionalização.

Na sua 32ª Edição, a FILDA apresentará uma área útil superior a 50.000 m2, e promete albergar mais de 1000 empresas expositores, para além de milhares de visitantes profissionais de todos os continentes.

Setores em exposição

FILDA é uma feira multissetorial que abrange os setores alimentar, saúde, construção, energia, industria e TIC, numa mostra única do potencial económico angolano e das variadas ofertas internacionais.

Esta edição tem como lema “Dinamismo, Criatividade e Competência na Produção Nacional, um Pressuposto para Diversificação e Industrialização da Economia Angolana, e um Desafio para Juventude Empreendedora”, facto que traduz a forte aposta na diversificação da economia angolana, sobretudo no setor industrial, e que motiva sobremaneira o investimento estrangeiro e os joint ventures.

Data da Missão

De 20 a 27 de Julho

Organização conjunta 

À semelhança da edição de 2014, na qual estiveram presentes com uma delegação empresarial integrada por 43 empresários, as Câmaras de Comércio de Barlavento e Sotavento gozam do privilégio de ter à sua disposição um stand institucional, o qual servirá de suporte às atividades da Delegação nesse certame.

As duas Câmaras de Comércio envidam esforços no sentido de mobilizar recursos do Fundo de Internacionalização, junto de Governo de Cabo Verde, com o objetivo de reduzir ao mínimo a taxa de comparticipação das empresas

Benefício para os participantes

O custo individual de participação é de 378.812,00, e inclui os seguintes serviços:

  • Transporte aéreo ida-e-volta
  • Transfer interno
  • Alojamento em Luanda (Hotel Tivoli ****)
  • Stand institucional de Cabo Verde de 27 m2
  • Acompanhamento da missão e assistência na montagem de encontros b2b, dentro e fora do espaço feiral
  • Seguro de viagem (ida e volta)

Inscrição

Os interessados devem proceder à inscrição até o dia 06 de Julho, através de:

  • Ficha de inscrição (clique aqui) devidamente preenchida
  • Pagamento da taxa de inscrição (de 100.000$00), a qual será incluído no valor global da missão. O valor remanescente, ainda por definir, deverá ser liquidado, o mais tardar, até o dia 10 de Julho.

O formulário de pedido de visto (clique aqui), devidamente preenchido, deverá acompanhar a ficha de inscrição (a taxa do visto de 100 USD não está incluída no pacote)