FIC tem novo Conselho de Administração

FIC tem novo Conselho de Administração
13
Dez

A FIC S.A. já dispõe de um novo Conselho de Administração, nomeado pela Ministra do Turismo, Inovação e Desenvolvimento Empresarial, Leonesa Fortes, durante a assembleia-geral da empresa, ocorrida na cidade da Praia, aquando da última feira internacional.

José Martins é o novo Presidente Executivo, e será coadjuvado pelos Administradores não executivos, Adriano Cruz e Amilcar Monteiro, em representação da CCB e CCISS.

A cerimonia de tomada de posse realizou-se no dia 15 de Dezembro, em Mindelo, na Sala de Conferências da CCB, sob a orientação da Ministra.

Marcaram presença no evento os Presidentes das duas Câmaras de Comércio de Cabo Verde, representantes da Câmara Municipal de São Vicente, e de empresas e instituições públicas locais.

Depois das intervenções de Luis Cardoso, Presidente cessante do Conselho de Administração da FIC, de Belarmino Lucas, em representação das duas Câmaras de Comercio, e do Presidente empossado, José Martins, a Ministra Leonesa Fortes assumiu o comando nessa cerimónia, para partilhar com os presentes as apostas do Governo em relação ao futuro da FIC, explicando o envolvimento das Câmaras de Comércio na sua Administração como sendo a vontade demonstrada do Governo em devolver ao Setor Privado o que é de sua inteira responsabilidade, investindo assim no reforço e dinamismo do tecido empresarial nacional, devendo este aumentar a sua participação na definição das politicas do país, enquanto motor de desenvolvimento da economia.

Ao Estado, afirmou Leonesa Fortes, reserva-se o papel de facilitador de um ambiente de negócio favorável ao investimento, à internacionalização das empresas, às parcerias externas, ao expansão do mercado além fronteira. Sublinhou o facto de que em Janeiro de 2015 entrará em vigor a Tarifa Externa Comum, acontecimento que reserva à FIC e às Câmaras de Comércio um papel fundamental de dinamizador, e aos empresários, posicionamentos estratégicos e capacidades para a assunção de riscos, e desta forma garantir a colocação nesse mercado de 300 milhões de consumidores, dos produtos made in Cape Verde.

No âmbito do programa Mudar para Competir, o Governo vem implementando medidas estratégicas, através da construção de importantes infraestruturas de suporte a economia, as reformas que visam melhorar o ambiente de negocio, tais como a janela única de investimento inaugurada recentemente, a janela única do comercio externo em vias de inauguração. A responsabilidade não é e nem pode ser apenas do Governo. Cabe também as Câmaras Municipais e ao Setor Privado, enquanto atores do desenvolvimento económico e social do país, envolver-se nesse processo, assumindo a sua doze de responsabilidade e conjugando os esforços.

Para finalizar, Leonesa Fortes fez menção as individualidades que participaram na feitura da FIC, nomeadamente Amiro Faria e Joana Flor, os quais estiveram na origem e acompanharam todo o  desenvolvimento  da empresa, sem se esquecer dos membros do Conselho de Administração cessante, a quem desejou sucessos e felicidades.

Depois dessa cerimonia seguiu um encontro de passagem de dossiers, entre os dois Conselhos, ficando para o dia 16, os trabalhos de preparação do plano estratégico para o futuro da FIC.