Internaional Monetary Fund

O Banco Mundial aprovou um novo financiamento de 10 milhões de dólares (8,3 milhões de euros) para “suporte” às micro, pequenas e médias empresas em Cabo Verde, anunciou hoje o vice-primeiro-ministro, Olavo Correia.

Banco Mundial aprova 10 milhões para as PME

De acordo o ministro das Finanças, este financiamento adicional foi aprovado pelo conselho de administração do Banco Mundial na quinta-feira e permitirá "melhorar o acesso" das micro, pequenas e médias empresas "ao financiamento no contexto da recessão económica relacionado com a pandemia" de covid-19.

O financiamento do projeto "Acesso ao financiamento para as micro, pequenas e médias empresas" prevê desde logo o "aumento" do Fundo de Garantia de Crédito Parcial (Pró-Garante), em 6,3 milhões de dólares (5,2 milhões de euros), para melhorar o financiamento dessas empresas "no processo de ultrapassar o choque da procura".

"Isto, ao mesmo tempo que se continua a apoiar o arranque e a expansão das operações comerciais", explicou Olavo Correia.

O financiamento do Banco Mundial servirá ainda para a implementação do Fundo de Participação das Pequenas e Médias Empresas (PME), do instituo público Pró-Capital, no valor de 2,4 milhões de dólares (dois milhões de euros). Trata-se de um Fundo Público de Capital de Risco, destinado a cofinanciar empresas cabo-verdianas locais sustentáveis e em setores estratégicos, diretamente ou através de investimento num fundo de participação dedicado às PME, com investidores do setor privado.

"Com este financiamento adicional, a Pró-Capital tornou-se, também, beneficiária deste projeto", referiu Olavo Correia.

Está ainda reservada uma parcela de 700 mil dólares (582 mil euros) para assistência técnica ao Pró-Garante, para o desenvolvimento de um novo Quadro de Gestão de Risco para "enfrentar o choque" da covid-19 e 600 mil dólares (498 mil euros) para o Pró-Capital no apoio ao desenvolvimento de mecanismos da governação empresarial, "de acordo com as melhores práticas internacionais".

Segundo o vice-primeiro-ministro, este financiamento adicional faz parte do programa estratégico pós-pandemia covid-19 "Ambição 2030", do Governo de Cabo Verde, "que está ancorado no crescimento liderado pelo setor privado, e cujo pilar fundamental é o apoio ao investimento privado e ao empreendedorismo".

Por "Economia ao Minuto"